Home
História da Quadrangular
Cultos on-line
Pedidos de oração
Estudos Bíblicos
Galeria Fotos

Radio Ieqpari

Facebook

Fale conosco

Em memória Pr. Jonas da Lapa

Localização



Cultos On-line - Texto

 

O Poder do meu Testemunho em mim

Atos 22:1-22
"1 Irmãos e pais, ouçam agora a minha defesa".
2 Quando ouviram que lhes falava em aramaico, ficaram em absoluto silêncio. Então Paulo disse:
"3 Sou judeu, nascido em Tarso da Cilícia, mas criado nesta cidade. Fui instruído rigorosamente por Gamaliel na lei de nossos antepassados, sendo tão zeloso por Deus quanto qualquer de vocês hoje.
4 Persegui os seguidores deste Caminho até a morte, prendendo tanto homens como mulheres e lançando-os na prisão,
5 como o podem testemunhar o sumo sacerdote e todo o Conselho, de quem cheguei a obter cartas para seus irmãos em Damasco e fui até lá, a fim de trazer essas pessoas a Jerusalém como prisioneiras, para serem punidas.
6 "Por volta do meio-dia, eu me aproximava de Damasco, quando de repente uma forte luz vinda do céu brilhou ao meu redor.
7 Caí por terra e ouvi uma voz que me dizia: ‘Saulo, Saulo! por que você está me perseguindo? ’
8 Então perguntei: Quem és tu, Senhor? E ele respondeu: ‘Eu sou Jesus, o Nazareno, a quem você persegue’.
9 Os que me acompanhavam viram a luz, mas não entenderam a voz daquele que falava comigo.
10 "Assim perguntei: Que devo fazer, Senhor? Disse o Senhor: ‘Levante-se, entre em Damasco, onde lhe será dito o que você deve fazer’.
11 Os que estavam comigo me levaram pela mão até Damasco, porque o resplendor da luz me deixara cego.
12 "Um homem chamado Ananias, piedoso segundo a lei e muito respeitado por todos os judeus que ali viviam,
13 veio ver-me e, pondo-se junto a mim, disse: ‘Irmão Saulo, recupere a visão’. Naquele mesmo instante pude vê-lo.
14 "Então ele disse: ‘O Deus dos nossos antepassados o escolheu para conhecer a sua vontade, ver o Justo e ouvir as palavras de sua boca.
15 Você será testemunha dele a todos os homens, daquilo que viu e ouviu.
16 E agora, que está esperando? Levante-se, seja batizado e lave os seus pecados, invocando o nome dele’.
17 "Quando voltei a Jerusalém, estando eu a orar no templo, caí em êxtase e
18 vi o Senhor que me dizia: ‘Depressa! Saia de Jerusalém imediatamente, pois não aceitarão seu testemunho a meu respeito’.
19 "Eu respondi: Senhor, estes homens sabem que eu ia de uma sinagoga a outra, a fim de prender e açoitar os que crêem em ti.
20 E quando foi derramado o sangue de tua testemunha Estêvão, eu estava lá, dando minha aprovação e cuidando das roupas dos que o matavam.
21 "Então o Senhor me disse: ‘Vá, eu o enviarei para longe, aos gentios’ ".
22 A multidão ouvia Paulo até que ele disse isso. Então todos levantaram a voz e gritaram: "Tira esse homem da face da terra! Ele não merece viver! "

O momento pelo qual a igreja estava passando refletia a religiosidade do apóstolo Pedro, que não conseguia livrar-se totalmente de suas crenças e por isso estava limitando a pregação do Evangelho apenas aos judeus.
Jesus ensinou que o Evangelho devia chegar a todos, tantos aos judeus como aos gentios. A decisão de crer ou não em Jesus cabe a cada um que recebe a Palavra.
Jesus disse a seus discípulos que fizessem "discípulos de todas as nações" (Mt 28:19)
A pregação do Evangelho de Jesus jamais pode ser limitado, ele deve ser levado para todas as pessoas em todo lugares do mundo.
O verdadeiro cristão é aquele que aproveita todas as oportunidades da vida e compartilha o evangelho de Jesus a todas as pessoas.
O cristão deve procurar influenciar as pessoas do seu convívio.  Convivemos com pessoas que apresentam vários tipos de vícios, que estão sofrendo,  então nosso testemunho de vida com Cristo tem que servir de exemplo para essas que pessoas que estão ao nosso redor.
Jesus nos amou e continua nos amando. Jesus quer que esse amor seja compartilhado com todos.
Quando o Evangelho ficou limitado somente aos judeus os gentios ficaram de fora dessa Verdade.
Quando o Senhor percebe que Pedro não tem coragem de romper totalmente com suas tradições e faz acepção das pessoas, Ele levanta Paulo para pregar aos gentios.
Após a conversão de Paulo, é que evangelização das nações se torna aberta e constante.
Paulo estava consciente de que fora chamado por Deus para anunciar o evangelho aos gentios (At 9.15).
A partir daí o Evangelho é pregado a todos. Trata-se, porém, de um só evangelho - o evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Graças à quebra dessa atitude podemos hoje vivenciar as Boas Novas do Reino.
Deus não faz acepção de pessoas jamais. Cristo não morreu na cruz e ressuscitou apenas para salvar uma parte da humanidade.
Quando limitamos o Evangelho estamos dizendo:  “Esse não pode ser salvo e entrar no reino porque não faz parte”.
Dentro da igreja tem muita intolerância e isso impede que muitas pessoas recebam a palavra de Deus.
Que seus atos, seu comportamento e a sua forma de viver sejam exemplo do amor de Jesus.
As pessoas estão mais atentas àquilo que praticamos do que àquilo que falamos.
Como você quer que as pessoas que estão próximas de você se convertam através de seu testemunho de vida se você não é uma pessoa convicta e não é feliz?
Como ver a conversão de uma pessoa se você não demonstrar o amor de Cristo na vida dela?
Como ser exemplo se não tratamos as pessoas com amor?
O Evangelho de Jesus é muito mais. Não queira resumi-lo.
O apóstolo Paulo tinha a missão o propósito de pregar o evangelho para todos principalmente para os gentios.
Em sua missão Paulo foi humilhado, confrontado, agredido. Paulo sabia que sua posição incomodava as pessoas.
Para pregar o amor e os ensinamentos de Jesus Paulo confronta tudo e a todos.
Deus sempre o consolou e dizia: “Paulo não temas estou contigo”.
 “Teve Paulo durante a noite uma visão em que o Senhor lhe disse: Não temas; pelo contrário, fala e não te cales; porquanto eu estou contigo”,(Atos 18:9-11).
Paulo foi avisado por Deus que iria sofrer e ser perseguido, mas Paulo tinha convicção do seu propósito e por isso continuou firme e nunca desistiu.
Cuidado com que as pessoas estão falando a você. Ouça somente o que Deus está dizendo a você.
Tem muita gente falando em nome de Deus daquilo que Deus não está dizendo.
Paulo seguindo as orientações de Deus vai para Jerusalém. Paulo passa ser chamado escravo, preso  de Cristo. Mesmo estando preso Paulo é produtivo na obra e escreve várias cartas de ensinamento para várias igrejas.
Na passagem Atos 22:1-22,  Paulo mesmo sendo humilhado, torturado, apedrejado e quase sem forças para reagir ele faz esse discurso, isto é, seu testemunho de conversão.
Por que Paulo nesse momento tão difícil dá seu testemunho?
Porque o que manteve Paulo com forças e não o deixou desistir foi seu testemunho.
O que faz que não desistamos em nossos momentos de dificuldades, de dor e sofrimento é o testemunho em Cristo.
Paulo não fazia por vontade própria, mas pelo propósito em Deus.
Qual é o seu testemunho?
Em seus momentos de lutas e dificuldades você tem se lembrado do seu testemunho de tudo que Deus fez por você?
Por mais dificuldades que esteja passando lembre se do seu testemunho. O seu testemunho é muito importante para seu fortalecimento.
Que o seu testemunho esteja selado dentro do seu coração para que nunca se esqueça do amor de Cristo. Aproveite todas as oportunidades da vida e compartilhe seu testemunho de conversão com as pessoas.
Deixe Deus cumprir o propósito dEle na sua vida.
Não há perseguição, dor, sofrimento maior que o amor que Deus sente por nós.
Qual o seu testemunho de vida? O que Deus fez e está fazendo por você?
Ao esquecer seu testemunho não terás força para suportar todas as dificuldades e sofrimento da vida.
Deus tem um propósito para sua vida e Paulo sabia do dele.
Mesmo no sofrimento Paulo continuou firme e não desistiu do seu propósito.
O inimigo fica o tempo todo tentando nos desanimar colocando questões e dizendo por que ama a Deus? Por que o aceitou?
Somente o propósito de Deus nos fortalece e nos dá força para continuarmos nossa missão.
Por isso nunca se esqueça do seu testemunho e propósito de vida. Ele é importante para seu fortalecimento diante das dificuldades da vida.
Não deixe que nada mude o propósito que Deus tem para sua vida.
Que possamos sempre nos lembrar da misericórdia e do amor de Deus para conosco.
Os planos de Deus para Paulo eram difíceis, mas também era maravilhoso, abençoado.
Mesmo não sendo merecedor fomos alcançados e amados pelo Senhor.
Traga sempre a memória o seu testemunho e o amor do Senhor para que nunca tenha medo e adquira forças para vencer todas as dificuldades da vida.
Que você seja abençoado ao se lembrar de tudo o que Deus tem feito por você.
Que seu testemunho nunca se cale para que o amor de Deus nunca seja limitado para certo grupo de pessoas.
Que através do seu testemunho o  amor de Deus seja compartilhado para todas as pessoas em todas as nações.


Igreja do Evangelho Quadrangular do Jd. Palmira e Pari.
Pastor Marlon Góes. (13 de Agosto de 2017)