Home
História da Quadrangular
Cultos on-line
Pedidos de oração
Estudos Bíblicos
Galeria Fotos

Radio Ieqpari

Facebook

Fale conosco

Em memória Pr. Jonas da Lapa

Localização



Cultos On-line - Texto

 

Não basta começar bem, é preciso terminar bem.

Leia II Crônicas 36:15-16

“O Senhor, o Deus dos seus antepassados, advertiu-os várias vezes por meio de seus mensageiros, pois ele tinha compaixão de seu povo e do lugar de sua habitação.
16 Mas eles zombaram dos mensageiros de Deus, desprezaram as palavras dele e expuseram ao ridículo os seus profetas, até que a ira do Senhor se levantou contra o seu povo, e já não houve remédio”.

Nos dias atuais podemos ouvir pessoas o tempo todo zombando e falando mal dos pastores e de suas lideranças. Um julgamento desenfreado sobre esses homens de Deus.
Os pastores são apontados como desonestos, aproveitadores, ludibriadores da fé das pessoas.
Fazem o uso do dito popular que todos são farinha do mesmo saco. Parece que a desonestidade esta pairando na casa de Deus.
Julgam como se todos fossem iguais, e se um comete um erro, já é motivo para generalizar e dizer que ninguém presta e que todos são meros aproveitadores.
Precisamos ser prudentes e sábios para saber diferenciar o joio do trigo. Não seja imaturo espiritualmente entrando na onda dos caluniadores.
Essas pessoas caluniadoras não têm o mínimo de respeito e de temor da palavra de Deus.
Pouco se ouvem falar do verdadeiro trabalho realizado por esses verdadeiros homens de Deus. Esses acusadores não dizem sobre as pessoas que foram acolhidas com todo amor, aquelas que foram curadas, libertas das drogas, famílias que foram restauradas, os trabalhos sociais, o verdadeiro ensinamento da palavra de Deus, a dedicação dos pastores para com as suas ovelhas e mais importante de tudo a libertação e a salvação dessas pessoas.
A profissão de pastor ainda é mal vista por muitas pessoas. Parece que os pastores não fazem nada e são meros aproveitadores.
Algumas pessoas, cristãos e não cristãos, não levam a sério esse versículo “Não toqueis nos meus ungidos, nem maltrateis os meus profetas” (1 Cr 16:22)
Se a repreensão vem de Deus, então quem somos nós para julgar?
Pois bem, nossa postura deve ser sempre defender o que diz a palavra de Deus e não nossa opinião. Antes de criticar, dobre seus joelhos. E quando a dúvida lhe atormentar, ore e leia a bíblia e peça orientação de Deus.
Os livros de 1 e 2 Reis, 1 e 2 Crônicas relata a vida de diversos Reis. Fica bem claro como Deus é generoso, misericordioso e paciente.
Como é triste quando o povo é rebelde e tem um coração endurecido.
Temos que nos atentar não só no começo da nossa vida e do nosso relacionamento com Deus, mas sim como termina nossa vida?
Não basta começar bem, é preciso terminar bem.
Caminhar em fé, não é ter um relacionamento momentâneo com Deus. Não é buscar a Deus para ter alguma coisa, interesse próprio.
Invés de olhar para nós é olhar para Ele. Olhar para seus valores e avaliar onde podemos chegar de que de forma realizar isso.
Ao ler esses quatro livros nós podemos aprender com a vida desses Reis. Muitos começaram a vida e o seu reinado bem, mas terminaram mal.
O Rei Salomão começou bem sua trajetória com Deus, agora nem sempre quem começa bem, termina bem.
E foi o que aconteceu com Salomão começou bem e terminou mal, desobedeceu, casou-se com milhares de mulheres de povos pagãos, adorou outros deuses, e terminou mal, frustrado.
O Rei Asa começou bem era obediente e servia somente a Deus, conquistou várias batalhas.
Asa começou muito bem seu reinado colocou Deus em primeiro plano ele teve experiências maravilhosas com o Senhor.
No final de sua vida fez aliança com povo estranho, desobedeceu, adoeceu e preferiu confiar nos médicos a aceitar o auxílio do Senhor. Diante de toda a sua teimosia Asa morreu.
Não adianta passar grande parte de sua vida buscando e confiando no Senhor. E no final de sua vida não confiar, desobedecer e não crer no Senhor.
Não basta começar bem, é preciso terminar bem.
O Rei Ezequias, era um homem que confiava  em Deus exemplo de honra e fidelidade. Ezequias, porém, tornou-se orgulhoso e não correspondeu à bondade com que foi ­tratado; por isso a ira do Senhor veio sobre ele, sobre Judá e sobre Jerusalém.
O orgulho, teimosia, desobediência a Deus fez com que esses reis não terminassem bem o final de sua vida.
Não bastam boas intenções, é preciso perseverança no andar com Deus.
A palavra de Deus mostra que Deus por várias vezes teve misericórdia e compaixão do povo. Mas eles zombaram dos mensageiros e dos profetas do Senhor expondo-os ao ridículo.
E nos dias de hoje acontece à mesma coisa, essas pessoas não dão a mínima aos homens de Deus. Elas não temem a Deus.
Deus nos orienta através da sua palavra, nos cultos, ensinamentos bíblicos e povo não muda e por isso vivem padecendo.
A presença de Deus tem que ser visível para nós.
A palavra do profeta é de fundamental importância, creia, confia, com toda certeza pode mudar a tua história de vida,
Não seja enganado pelos acusadores. É na casa de Deus que renovamos nossas forças.
Deus levanta e envia seus mensageiros e profetas e quando eles são zombados Deus se levanta contra o povo e ai não há mais remédio.
Se desprezarmos quem é Deus, com toda certeza nosso final será triste.
Se você é uma pessoa que teme a Deus, então ouça o que Deus esta falando através de seus pastores e seus mensageiros.
Não limite o poder Deus na sua vida.
Quebranta esse coração de pedra e esteja sensível a palavra de Deus.
O Espírito de Deus é generoso e gentil, aprenda com a palavra de Deus.
Você pode escrever sua história.  2 Timóteo 4:7 Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.”
O Apostolo Paulo está nos ensinando que o verdadeiro cristão tem que perseverar na fé.  O verdadeiro cristão deve seguir fiel ao ensinamento divino.
O êxito final vai defini-lo como "bom" ou "mau".
Que essa frase seja marcada no seu coração: Não basta começar bem, é preciso terminar bem.

Ame ao Senhor e deixe-o fazer a obra na sua vida.
Onde estiver um coração aberto e puro o Senhor o abençoará.
Deus te abençoe!

Igreja do Evangelho Quadrangular do Pari.
Culto (15 de setembro de 2016): Pastor Marlon Góes.